FELIZ NATAL E UM 2012 MARAVILHOSO PARA TODOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

Isto é Natal!

 

A Palavra se tornou um ser humano e morou entre nós, cheia de amor e de verdade.

E nós vimos a revelação da sua natureza divina, natureza que ele recebeu como Filho único do Pai. João 1.14

 

No passado já usei esta estória, mas a reservei para usá-la novamente nesta ocasião, pois creio que alem de linda, nos ajuda a compreender a encarnação de Jesus Cristo.

 

Era uma vez: Um rei muito rico. O seu poder era conhecido em todo o mundo. Mas ele era muito infeliz, porque não possuía uma esposa. Sem uma rainha, o imenso palácio ficava vazio e triste.
Um dia, enquanto cavalgava pelas ruas de uma pequena aldeia, viu uma menina camponesa muito bonita e meiga. Tão adorável lhe pareceu ela que o coração do rei se apaixonou à primeira vista. Por isso, a quis mais que qualquer coisa que já tinha desejado. Nos dias seguintes, ele passara por diversas vezes em frente à casa dela na esperança de avistá-la outra vez.
O rei começou a fazer planos para conquistar o amor dela.

Ele pensou: eu prepararei um decreto real e exigirei que ela seja trazida a mim para se tornar a rainha de minhas terras. Mas, pensando melhor, ele percebeu que, sendo ela uma súdita, se sentiria forçada a obedecer.

Assim, ele nunca poderia estar certo de que tinha conquistado o amor dela.
Então, ele disse a si mesmo: “Eu vou chamá-la pessoalmente. Vestirei o meu melhor traje real, usarei meus anéis de diamante, minha espada prateada, minhas reluzentes botas pretas e minha túnica mais colorida. Farei com que caia aos meus pés e se torne minha noiva”.

Mas, ponderando nestas coisas, chegou à conclusão que, se fizesse isso, nunca saberia se ela realmente tinha se casado com ele por amor ou por causa do poder e das riquezas que ele lhe poderia dar.
Então, ele decidiu vestir-se como um camponês, dirigir-se ao vilarejo, deixando, contudo, a sua carruagem fora de vista. Em disfarce, ele se aproximaria da casa dela. Mas, de alguma maneira a duplicidade deste plano não lhe agradou.
Afinal, ele decidiu o que fazer: Ele deixaria seu trono real. Ele iria para a aldeia e se tornaria um dos camponeses. Ele trabalharia e sofreria com eles. Ele se tornaria um camponês de fato. E foi isto que ele fez. Assim conquistou a sua esposa.

Foi assim que agiu Deus. Considere como ele poderia ganhar a humanidade. Ele poderia ter usado sua força, seu poder, sua autoridade. Mas ele queria mais do que a nossa obediência, Ele queria o nosso coração. Por isso, Cristo, o Divino bebe, nasceu numa manjedoura, se tornou homem para morar entre nós. ISTO É NATAL!

Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna. João 3.16

 

É por está razão que temos o Natal.

Não faz sentido?

Louve a Deus.

 

Tenha Paz!

 

Pr. Luis Freitas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s