Equipe Gotcha! 10 anos! Início, Atletas e conquistas! Série com 10 posts.

Após 10 anos da formação da Equipe, vamos iniciar uma série de postagens com textos e fotos contando desde o início da patinação na vida do ex-atleta e hoje técnico da equipe Gotcha Marcel Lionese e seus primeiros atletas, a fundação da equipe e as conquistas.

Para iniciar voltaremos em 1980, Osasco, no antigo Clube Atlético Osasco, onde criaram um espaço para patinação junto com as pessoas que gostavam de danças e foi ali que surgiram os maiores destaques da Cidade no Hockey e Patinação de Velocidade.

Somente em 1992 quando um atleta do Palmeiras de Rink Hockey foi convidado para uma exibição com outros atletas da Seleção Brasileira, tivemos conhecimento do que era este Esporte. Logo formamos um time com os amigos do bairro para jogar todos os sábados e em 1993, com o crescimento da Patinação com patins inline iniciamos a transição dos patins Quad para os Patins inline.

20200325_192340

Na foto – Marcelo Alves (Nariga), Henrique Amaral (Bisteka), Marcel Lionese (Gonzo), Henri Hoffman e Fabio Alves (Babi).

Em 1994 surgiram as mais diversas pistas de patinação em São Paulo. Bad Wolf, Ocean Drive, Rock’n Roller, Rollerbrothers entre outras pelo Brasil. Todas seguindo o mesmo conceito do Clube Atlético Osasco que desde 1980 já formava patinadores em suas matines.

Assim Formamos uma Equipe de inline Hockey da Associação Atlética Floresta.

Goleiros – Euler Melo (13anos) e Vagner Pinho (14 anos):

Defesa – Henrique Amaral (20 anos) e Fabio Alves (21 anos):

Atacantes – Marcel Lionese (19 anos) e Ricardo Lionese (13 anos), Marcelo Alves (23 anos) e Antonio Barreto (18 anos).

20200325_192253

Algumas equipes como AABB, Palmeiras em suas dependências esportivas já haviam quadras, entretanto 90% das equipes treinavam em lugares adaptados como parques, estacionamentos e até na rua.

No mesmo ano a CBHP as pressas, realizou no shopping Castelo em Alphaville, onde havia uma pista que era suficientemente grande para a pratica do hockey, um catado para a formação da primeira Seleção de Inline Hockey do Brasil.

Entre os Convocados, Fabio Alves fez parte da primeira equipe que representou o Brasil no 1º Campeonato Mundial de Inline Hockey que foi disputado nos Estados Unidos.

Alguns meses depois em 1995 foi divulgado pela CBHP o 1º Campeonato Paulista de Inline Hockey e como o Clube Atlético Osasco não aceitou Apoiou a equipe, seguimos com a proposta para outro clube tradicional de Osasco. A Associação Floresta de Osasco aceitou o desafio, e assim disputamos o Campeonato Paulista que foi Organizada pela Diretora da nossa Equipe Elisa Amaral em Osasco no Ginásio José Liberati.

As equipes foram divididas em 2 grupos.

Grupo A – CCM/Hyper – Floresta –  Palmeiras – No Limits

Grupo B – AABB – Boogie man – Pucman – Darks

As Finais foram realizadas entre: Floresta x CCM/Hyper disputando o Bronze e AABB x No Limits o ouro.

Resultado final: 1º AABB       2º No Limits       3º Floresta

 

Um ano depois da conquista do bronze, toda a equipe foi convocada para uma prova de Patinação de Velocidade que seria realizada no estacionamento do Shopping Tamboré.

Como atleta de atletismo e jogador de Inline Hockey, Marcel Lionese teve interesse pela nova modalidade.

Aos comandos do Sr Claudio, uma grande figura do esporte que hoje com 85 anos, Marcel foi instruído a correr a prova mais rápida, que para sua surpresa essa era de 10km. Resultado?  Nunca mais voltou, pois, para um velocista como ele, sem patins adequado e o minimo de técnica e conhecimento, foi um decepção.

Assim se passaram 7 anos e em 2003 , foi convidado a participar novamente, porém desta vez procurou fazer o caminho correto pesquisando na internet patins, técnicas e provas.

Logo adquiriu um Patins Salomon 5x80mm e com 4 meses de treinamento participei do meu primeiro Campeonato Brasileiro que foi realizado no Sambódromo do Anhembi.

No Congresso Técnico do campeonato, conheceu alguns Atletas. O primeiro foi Mauro Cezar Cobaia e em seguida o atleta que junto comigo representaria o Palmeiras, Rafael Romano.

No inicio do Campeonato, antes das corridas, Marcel teve o auxilio sobre alguns detalhes de largadas e curvas com o Rafael que em alguns minutos fizeram a diferença nos resultados. 2º nos 300m e 3º nos 500m . Resultados bem diferentes!

Alguns nomes já eram destaques na Patinação de Velocidade como: Ronaldo Bergamo, Paulo Machado, Cobaia, Rafael, Thalita Arroyo e Michael Arroyo.

As formação de equipes no Brasil era muito escassa e somente a AESP Mauá formada pelo Técnico Marco Arroyo era uma equipe que representava uma cidade. No ano de 2005, Rafael Romano montou uma equipe para disputar o Campeonato Brasileiro na cidade de Sertãozinho.

Nesta equipe chamada de ZERO 11 estavam. Rafael Romano, Marcel Lionese, Paulo Marques, Ronaldo Bergamo, Ronaldo Bergamo Jr, Japa Nike, Luis Giacomo.

576333_4175932589013_520435553_n

 Paulo Marques, Luiz Giacomo, Rafael Romano e Marcel Lionese – Equipe Zero 11 – 2006

Neste ano o Campeonato Brasileiro era Formado por. Rio inline, Equipe Jaguar, Equipe Zero Onze, AESP Mauá, Papaléguas, Cobaia Roller e Patins Brasil.

No ano anterior o Brasil iniciou a seletiva para a formação da Seleção Brasileira realização dos Jogos Panamericanos de 2007 que seria disputado no Rio de Janeiro. Começava ali um projeto de desenvolvimento na Patinação de Velocidade e, como o Brasil já tinha a vaga garantida, inicio-se um trabalho ao longo de 2 anos com a recém chegada do técnico Colombiano Ramiro Riveros que mais tarde criaria a Equipe Capital Speed.

Nas seletivas em 2005 foram convocados mais de 20 atletas e ao final de todo o processo de treinamento somente 2 atletas poderiam compor a Seleção. Somente um Velocista e um Fundista.  Em 2006 de todos os atletas convocados apenas 6 seguiam diariamente treinando. Paulo Marques, Rafael Romano, Edson Almeida, Douglas Donato, Thalita Arroyo e Elite Reys.

Em 2007, no Campeonato Brasileiro foi realizado também a mais importante seletiva, a qual selecionaria 2 atletas masculinos e 2 atletas femininos.

Foram eles: Velocistas – Douglas Donato e Eliete Reys – Fundistas – Rafael Romano e Thalita Arroyo

Após os Jogos Panamericanos em 2007, alguns legados foram deixados, o velódromo do Rio e uma imensa vontade de que após esse grandioso evento formaríamos diversos patinadores. Com o projeto que viria a seguir, a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, um desses legados literalmente foi destruído. Desmancharam toda a estrutura do complexo de Ciclismo para construir um maior, porém sem a pista de patinação.

Logo em 2008 todos os integrantes desta seleção seguiram adiante em suas vidas profissionais abrindo portas para uma nova geração de atletas e dirigentes. Assim, Rafael Romano foi chamado para assumir a Vice Presidência da Velocidade na CBHP afim de expandir e melhorar a Patinação de Velocidade no Brasil.

No mesmo ano a CBHP recebeu um convite para o 1° Campeonato Sulamericano Master em San Juan, Argentina em Novembro de 2008. Os Convocados foram: Marcel Lionese, Ednazio de Oliveira e Luiz Giacomo.

O Campeonato foi realizado nas ruas de San Juan em 3 provas de longa distancia, 10km no Sábado pela manhã, 15km no sábado a tarde e 21km no domingo. Um Formato diferente e muito desgastante, porém bem desafiador.

Ednazio venceu em 2 provas e uma prata enquanto Luiz conquistou 3 ouros.

Além do Campeonato, tivemos o prazer de conhecer alguns amigos e grandes atletas Mundiais. Oscar Contreras, um ícone na Argentina e Campeão Mundial Master, Sergio Ordenes (in memoriam) ex-campeão Argentino e Miguel Flores.

A partir deste primeiro projeto de Categorias Masters, Rafael Romano (vice-presidente) decidiu profissionalizar a categoria convocando o Atleta e Marcel Lionese para assumir a Seleção Brasileira.

Em 24 de julho de 2009 Marcel Lionese formou a Primeira Seleção Brasileira Master de Patinação de Velocidade para disputar o 2° Campeonato Sul Americano Master na Cidade de Concepcion, Chile nos dias 23,24,25 de Outubro.

IMG_5555

MARCEL, MAUMAU, MELINA, RUY, ROSANE, LUIS CLAUDIO, MARIA DE FATIMA, COBAIA, ALMIR, GENTILI, LUIS GIACOMO, DAIAN E PAULO. NÃO PRESENTES – KARINA, TANIA, MARCIO, MARCOS, LAERCIO, RONALDO BERGAMO, KOJI.

Marcelo, Melina, Marcel, Ruy, Tania, Marcos Tavares

Luiz Giacomo, Koji Teramito

Koji, Marcelo, Melina, Marcel, Ruy, Tania, Marcos Tavares, Ronaldo Bergamo e Almir

Em 2009, com o fim da equipe Zero 11 e com o apoio de dos atletas e amigos, Marcel foi incentivado a montar uma equipe. Assim foi criado a ”Gotcha” e seus primeiros atletas foram:

Marcelo Mau Mau, Koji Teramito, Luis Giacomo, Almir Gonçalvez e Marcel Lionese com Técnico e Atleta.

Koji, Marcelo, Luiz Giacomo e Almir.

Assim, juntos, fundamos a Equipe Gotcha de Patinação de Velocidade.

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

  • Muito legal a história da Gotcha e da patinação de velocidade.
    Parabéns, Marcel, pela iniciativa e continue com este belo trabalho.
    Abraço

  • Mauro Cezar (Cobaia)

    Pois é fizémos e fazemos tudo pelo esporte e para o esporte que corre em nossas veias por mais distante que me encontro sei que fiz amigos que vou levar para sempre em meu coração e posso dizer que faço parte dessa família amante das rodas e do vento no rosto,amo todos vcs para sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s